Preso do RN atinge média no Enem e quer cursar Educação Física

Preso no Centro de Detenção Provisória de Apodi por tráfico de drogas, Eider Filho, de 31 anos, conseguiu ficar acima da média no Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem, e vive a expectativa de cursar Educação Física. Por isso, o detento até já escreveu uma carta à Justiça para poder estudar caso a tão aguardada aprovação se confirme.

Eider Filho chegou a Apodi, no Oeste Potiguar, em 2016 após ser transferido de Natal, onde foi preso no mesmo ano dentro da Operação Telegrama, que desmantelou uma quadrilha que comercializava ecstasy, uma droga sintética. A condenação dele é de cinco anos e três meses, de acordo com Márcio Morais, diretor da unidade prisional.

“No terceiro mês preso aqui, ele ingressou em um projeto nosso em que o preso lê um livro, entrega um resumo para ser avaliado por professores e, dependendo da avaliação destes, ganha quatro dias a menos na prisão. Além disso, ele também trabalha na limpeza do CDP. Ganha um dia de redução de pena a cada três dias trabalhados”, contou Morais sobre a rotina do detento.