Cunhado de Hickmann pode pegar até 20 anos de prisão por morte de fã

Julgado nesta segunda-feira (18), o cunhado de Ana Hickmann, Gustavo, pode pegar de seis a 20 anos de prisão pela morte de um fã da apresentadora, se depender do pedido do promotor de Justiça, Francisco Santiago.

Gustavo Corrêa foi denunciado pelo Ministério Público por homicídio doloso, quando há intenção de matar. O promotor defende que houve excesso de legítima defesa do acusado, ao tentar livrar a apresentadora da ameaça do fã, que a manteve sob a mira de uma arma em um hotel de Belo Horizonte, em maio de 2016.

“Onde é que foram dados os tiros? Na nuca de alguém. Como eu posso entender legítima defesa com quem dá três tiros na nuca de alguém? (…) A legitima defesa exige que você tenha moderação na sua ação. A lei não diz que você pode matar. A lei diz que você pode se defender, mesmo que tenha que matar. A vítima estava dominada”, disse Santigo, segundo informações do G1.

Hickmann, por sua vez, postou um pedido de oração pelo familiar em sua rede social. “Senhor hoje minhas orações e todos os meus pedidos são para o meu irmão Gustavo. Proteja e cuida , de sabedoria e paz, mais uma vez de coragem e força ao meu cunhado, tire de perto dele todo o mal e que suas palavras mostrem a verdade que sempre foi. Amém @gutoghbc #gutoheroi”, escreveu a esposa de Alexandre Corrêa, irmão do acusado.