Líderes muçulmanos pedem que mundo reconheça Jerusalém Oriental como capital palestina

Líderes muçulmanos rejeitaram o reconhecimento do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de Jerusalém como capital de Israel nesta quarta-feira e pediram que o mundo responda reconhecendo Jerusalém Oriental como capital da Palestina.

O presidente da Turquia, Tayyip Erdogan, anfitrião de uma cúpula de mais de 50 países muçulmanos em Istambul, disse que a medida dos EUA significa que Washington abdicou de seu papel de mediador dos esforços para encerrar o conflito israelo-palestino.

“De agora em diante, está fora de questão os tendenciosos EUA serem um mediador entre Israel e a Palestina, este período acabou”, afirmou Erdogan ao final da reunião dos países-membros da Organização para a Cooperação Islâmica.    “Precisamos debater quem será o mediador de agora em diante. Isso precisa ser tratado na ONU (Organização das Nações Unidas) também.”