Temer ‘inventou doença’ da corrupção para anestesiar povo, diz Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva encerrou, na noite de sexta-feira (8), sua caravana pelos Estados do Espírito Santo e do Rio com duros ataques à Lava Jato e ao presidente Michael Temer.

Para uma plateia de estudantes que lotaram a concha acústica da UERJ (Universidade Estadual do Rio de Janeiro), com 2.000 assentos, Lula se comparou ao ex-presidente Juscelino Kubitschek, que foi acusado de ter um apartamento na avenida Vieira Souto, no bairro carioca de Ipanema -o imóvel nunca foi localizado.

Tanto à noite como pela manhã, Lula afirmou que “estamos entorpecidos”, sem reação à reforma trabalhista implementada pelo governo Temer.