Alckmin ataca Lula e diz que coragem do PSDB ‘mudará o Brasil’

Pouco depois de assumir a presidência nacional do PSDB, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, fez um forte discurso para encerrar a convenção nacional do partido. Ele fez fortes ataques ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, atribuindo ao petista a responsabilidade pela “maior recessão da nossa história” e disse que agora ele quer “voltar à cena do crime” com a sua candidatura.

Em nada menos que quatro vezes, Alckmin foi taxativo: “as urnas os condenarão [petistas]”. Sobre o atual momento do país, ele avalia que “o Brasil vive uma ressaca depois que a ilha da fantasia petista acabou”.

Presidente nacional do partido em uma chapa de coalizão e eleita com quase inteira unanimidade, por 470 votos a 3, Alckmin buscou passar uma impressão de unidade para a legenda. Citando uma frase de Santo Agostinho, disse que “a esperança tem duas filhas lindas, a indignação e a coragem. A indignação e a coragem do PSDB mudarão o Brasil”.