População de Baraúna ocupa as ruas para protestar e exigir segurança ao Estado.

Assassinatos, assaltos, explosão de bancos, roubos e arrastões. O município de Baraúna, a 36 quilômetros de Mossoró e distante mais de 400 quilômetros da capital Natal (RN), vive clima de completa insegurança. O cidadão está preso dentro de casa, enquanto os bandidos comandam as ruas.

Revoltada com a grave situação, a população decidiu protestar. Na tarde quinta-feira (5) centenas de pessoas se concentraram na praça da matriz, convocados por um movimento de jovens e pelo padre Deivid Franklin. Um dia antes, o religioso usou as redes sociais para denunciar o problema e convocar todos para o protesto.

A sociedade quer paz, chega de violência, gritou um popular em meio a manifestação, denunciando que só na última terça-feira (3) foram registrados cerca de 15 assaltos a pessoas e comércios em diferentes bairros do município.

O caso chegou ao governador do Estado, Robinson Faria (PSd), que determinou providencia, porém não passou confiança, isso porque outras promessas foram feitas e nada de positivo aconteceu.