Moro se considera um salvador da pátria, diz Eduardo Cunha.

Um dos principais nomes do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), o ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB) falou sobre a operação Lava Jato, o juiz Sergio Moro e a política nacional.

Em entrevista à revista Época, o ex-deputado federal afirmou que Moro se considera um salvador da pátria.

“Nós temos um juiz que se acha salvador da pátria. Ele quis montar uma operação Mãos Limpas no Brasil — uma operação com objetivo político. Queria destruir o establishment, a elite política. E conseguiu”, afirmou.

Cunha foi preso em outubro de 2016, por decisão de Moro. O peemedebista, contudo, considera sua detenção um “absurdo”.