Governador do RN destaca importância de união entre estados: 'Anseios são iguais'

O governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria (PDT), é um dos chefes do Executivo presentes no encontro de governadores do Nordeste, realizado nesta quinta-feira (11), em Salvador. A edição do evento, que costuma ser bimestral, deverá ter como pauta a liberação de operações de crédito, déficit na previdência e segurança pública.

"Os nove governadores pedindo de uma só vez ao presidente da República tem muito mais força do que individualmente. (...) O importante é esse sentimento de união nordestino, somos iguais, nossa cultura é igual, os anseios da população são iguais. Temos esse ponto de convergência", declarou.

Na avaliação do governador, a situação mais crítica para alguns estados, inclusive o Rio Grande do Norte, é a previdência. O déficit potiguar é de R$ 150 milhões mensais. "Isso representa valor muito alto para um estado com o Rio Grande do Norte, estado pequeno. Esse é um tema, Brasil tem esse tema para ser discutido. O Rio Grande do Norte talvez seja um dos piores nessa questão da Previdência", acrescentou.