Vítima do acidente em Acari não resiste aos ferimentos e morre

O acidente que aconteceu na manhã desta quarta-feira (17) deixou uma vítima fatal. A jovem consultora do Sebrae Cláudia Praxedes não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. A jovem residia em Santa Cruz e deixa uma filha de apenas 1 ano.

Fonte: Robson Pires

Mais uma acidente é registrado em Acari

Mais um acidente foi registrado nas proximidades do município de Acari. Informações pré-liminares dão conta que dois veículos se chocaram e um deles desceu o aterro da estrada. Uma mulher ficou presa nas ferragens.

O SAMU também foi acionado e fez o atendimento pré-hospitalar nas vítimas. De acordo com uma testemunha, a jovem presa nas ferragens de um carro com placas de Santa Cruz, no RN, está desacordada, e parece está em estado gravíssimo.

Um dos veículos pertence ao professor Cavalcante, da cidade de Acari. O segundo veículo é um Prisma, no qual a jovem está presa nas ferragens. A vítima em estado mais grave por nome de Cláudia Praxedes, ela é de Santa Cruz.

Justiça suspende fechamento do Instituto Lula

O desembargador Néviton Guedes, do Tribunal Regional Federal da Primeira Região (TRF-1), com sede em Brasília, derrubou a decisão do juiz Ricardo Leite, da 10ª Vara Federal do Distrito Federal, que havia suspendido a permissão de funcionamento do Instituto Lula.

No despacho, Ricardo Leite havia justificado que, mesmo que o instituto do ex-presidente desenvolva projetos de cunho social, há indícios “veementes” de “delitos criminais” que podem ter sido iniciados ou instigados na sede da entidade, em São Paulo.

Na avaliação do desembargador Néviton Guedes, não ficou demonstrado como a suspensão das atividades do instituto poderia impedir as supostas atividades ilícitas apontadas pelo juiz. Além disso, para Guedes, a suspensão seria “totalmente inadequada para atingir o fim pretendido”.

Fábio Faria apresenta projeto para criar pontos de coleta de lixo eletrônico no país

50 milhões de toneladas. Essa é a quantidade de lixo eletrônico que deve ser descartada no planeta em 2017, segundo o Programa para o Meio Ambiente da ONU (Pnuma). Atualmente, só a América Latina produz 9% desse total e, na região, o Brasil lidera: produz 1,4 milhão de toneladas/ano. Com o objetivo de diminuir o número de dejetos eletrônicos na natureza, o deputado Fábio Faria apresentou, neste Dia Mundial da Reciclagem, o projeto de lei 7652/2017 na Câmara Federal.

A proposta prevê que todos os municípios brasileiros com mais de 100 mil habitantes organizem e implantem postos fixos para descarte de materiais como pilhas, baterias, lâmpadas fluorescentes e produtos eletrônicos. “O Brasil é número um em produção desse tipo de lixo na América Latina, mas ainda assim não tem uma política pública de descarte adequada. Temos pressa para isso mudar”, afirma.

O parlamentar ressalta que, com os avanços tecnológicos, produtos como celulares e computadores vêm sendo desvalorizados e trocados por novos, indo para o lixo comum e causando grande dano ao planeta. “O problema está nos perigosos componentes químicos presentes nesses materiais, que acabam contaminando a água do subsolo, o solo, a atmosfera, e consequentemente a saúde da população”.

Para Fábio Faria, o projeto vai além da criação de ecopontos: promove também a conscientização da sociedade. Segundo dados do Natal Reciclagem, só o Rio Grande do Norte produz 5 mil toneladas de lixo eletrônico por ano, mas só 0,5% deste total recebe a destinação correta. “Virando lei, os municípios maiores ficam obrigados a receber esses componentes, e o Poder Público a pressionar produtores e importadores a adotarem medidas práticas de gerenciamento dos resíduos, reduzindo assim os graves impactos ambientais”, finaliza.

Trechos das avenidas Salgado Filho e Bernardo Vieira são interditados para obra da Caern

As avenidas Bernardo Vieira e Salgado Filho, em Natal, estão com trechos interditados para a realização de obras da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern).

A Avenida Bernardo Vieira está fechada no trecho entre a Romualdo Galvão e Salgado Filho, tendo acesso apenas para o transporte público. E a Avenida Senador Salgado Filho está com uma das faixas fechadas no trecho entre Avenida Bernardo Vieira e Rua Professor José Borges, sentido Centro/Zona Sul. Na Salgado Filho, a interdição deve durar uma semana; já na Bernardo Vieira, o prazo é de aproximadamente 20 dias.

A Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU) ressalta que os motoristas devem evitar o trecho, principalmente nos horários de pico. Além disso, sugere rotas alternativas, tais como as avenidas Prudente de Morais, Xavier da Silveira, Romualdo Galvão, São José, Jaguarari e Alexandrino de Alencar.

G1

Acari é o município do RN com maior transparência nas contas públicas, aponta CGU

A Controladoria-Geral da União (CGU) divulgou o resultado da 3ª edição da Escala Brasil Transparente (EBT). A metodologia avaliou o cumprimento da Lei de Acesso à Informação (LAI) em 26 estados, no Distrito Federal e em 2.328 municípios brasileiros. Dentre os estados, o Rio Grande do Norte ocupa a 11ª colocação com nota 9,72. Das cidades analisadas no RN, Acari foi a que obteve o melhor resultado com nota 9,02, seguida de Parnamirim (7,50), Jucurutu (6,66) e Natal (6,38).

A análise, realizada entre junho e dezembro de 2016, aponta significativa melhora no conjunto dos entes avaliados em relação a questões de transparência pública, como: regulamentação da LAI; existência de canal (presencial e eletrônico) para solicitações de informação pelos cidadãos; e recebimento das informações solicitadas.

Dentre as 27 capitais, Natal aparece na 22ª posição. Nenhuma cidade do Rio Grande obteve a nota máxima na Escala Brasil Transparente. Mossoró, a segunda maior cidade do Estado, teve nota 1,94. Somente duas cidades do RN obtiveram notas maiores que 7.

Governo teme delação de Palocci na sua área econômica

Se o mês é de Lula, como disse ele mesmo no depoimento ao juiz Sérgio Moro, a semana que começa é de Antonio Palocci – ainda que, pelo ritmo padrão das negociações da Lava Jato, ainda vão transcorrer semanas, ou até meses, até que se conheça o conteúdo de sua provável delação premiada. Mas a semana é de Palocci porque chegou ao grau máximo a preocupação com o que o ex-ministro poderá dizer, e não só entre petistas, mas principalmente no governo.

Aliados do Planalto estão bastante apreensivos com a negociação de Palocci com o Ministério Público e com as possíveis consequências, para a economia, de uma delação envolvendo pesos-pesados do sistema financeiro e mega-empresários de setores ainda não mencionados na Lava Jato. Pior: temem que os depoimentos do ex-ministro tragam à baila nomes ligados ao atual governo e até integrantes do primeiro escalão.

Quem Palocci pode citar?  Por exemplo, o ministro Henrique Meirelles. Muita gente ficou com a pulga atrás da orelha com as afirmações de Antonio Palocci a Sérgio Moro sobre ter sido procurado por um importante representante do setor bancário, a pedido de um integrante do primeiro escalão do então governo Lula II, para tratar da captação de recursos para a eleição de Dilma I. Neste domingo, a coluna Painel, da Folha, reforçou temores em Brasília com a informação de que Palocci anda prometendo falar também sobre Receita Federal e Banco Central – que era chefiado na época por Meirelles.

Ainda que, por tudo o que se sabe, Meirelles não tenha tido papel decisivo nas campanhas petistas, o simples risco de ter seu nome mencionado – mesmo sem qualquer prova – já representaria um tremendo estrago na economia. Nesse momento delicado, em meio à luta pela aprovação das reformas e de um tremendo esforço para resgatar a credibilidade fiscal, Meirelles tem tido um papel de âncora. Seu enfraquecimento pode botar tudo a perder – e, nesse caso, tudo é tudo mesmo para o governo Temer.

É por aí que, apesar da caminhada resoluta de Palocci rumo à delação, há quem aposte que sua defesa não deve retirar o pedido de habeas corpus que tramita no STF. Jogado pelo relator Edson Facchin para o plenário para escapar aos impulsos libertadores da segunda turma, o HC tem poucas chances de ser concedido. Mas a esperança é a última que morre – e não só para Palocci.

Comporta da Barragem de Umari será parcialmente aberta

Representantes do Instituto de Gestão das Águas (Igarn), Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) e Companhia de Águas e Esgotos (Caern) representaram o Governo do Estado do Rio Grande do Norte em reunião realizada pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Apodi Mossoró, realizada em Areia Branca.

Durante a reunião, os representantes do Comitê, autoridades locais e representantes da sociedade civil apresentaram reivindicações referentes à reabertura da válvula dispersora de água da Barragem de Umari.

Durante o os últimos meses, as chuvas ocorridas na região proporcionaram que o Rio Do Carmo, normalmente perenizado pelas águas de Umari, pudesse voltar a ter fluxo naturalmente, o que fez com que, visando Gestão dos Recursos Hídricos, o Igarn fechasse a válvula que liberava água da barragem para o rio no intuito de conseguir acumular um maior volume de água no reservatório para que o manancial suporte a estiagem até o próximo inverno.

Delações de marqueteiros e Palocci põem Lula e o PT em abismo político

O calvário do Partido dos Trabalhadores e do ex-presidente Lula ganhou novos capítulos numa sequência impensável a quem acreditava que o ponto alto da semana política que passou ficaria no embate entre o petista e o juiz Sergio Moro em Curitiba. O encontro mais esperado da Lava Jato parece agora apenas um aperitivo para um cardápio farto que se seguiu na sequência, e que fragiliza ainda mais o ex-presidente e o seu partido, tanto do ponto de vista político quanto jurídico. Apenas um dia depois do seu depoimento, o ministro do Supremo, Edson Fachin, liberou o sigilo das delações do casal de marqueteiros Mônica Moura e João Santana, que revelam o milionário esquema de caixa 2 pago no Brasil e no exterior, supostamente com aval de Lula e Dilma Rousseff.

Na sexta, uma nova bomba nuclear para o ex-presidente e o PT veio na forma da nota divulgada pelo então advogado do ex-ministro Antonio Palocci. “O Escritório José Roberto Batochio Advogados Associados deixa hoje o patrocínio da defesa de Antonio Palocci em dois processos que contra este são promovidos perante o juízo da 13ª Vara Federal de Curitiba, em razão de o ex-ministro haver iniciado tratativas para celebração do pacto de delação premiada com a Força Tarefa Lava-jato, espécie de estratégia de defesa que os advogados da referida banca não aceitam em nenhuma das causas sob seus cuidados profissionais.”

O que eram informações de bastidores começam a se tornar realidade. O ex-todo poderoso ministro petista, que pavimentou a relação de Lula com o então apavorado mercado financeiro nacional e internacional em seu primeiro mandato (2003-2006), sucumbiu à pressão da Lava Jato e mostrou que seu silêncio tem limite.

Eike fala de propina para Cabral, Cunha, Funaro e para legalizar cassinos

Em sua negociação com os procuradores do Rio de Janeiro, Eike Batista já definiu o cardápio da delação premiada que pretende fazer. Além de Lula e Sete Brasil, o menu compõe-se de itens variados.

Eike promete contar sobre propinas dadas ao onipresente Sérgio Cabral para liberações de seus projetos nos órgãos ambientais. Diz que falará sobre a propina que deu a Eduardo Cunha e a Lúcio Funaro para que o FI-FGTS investisse R$ 750 milhões na LLX (atual Prumo). Quer detalhar ainda a propina que deu a congressistas para que a lei que legaliza os cassinos seja aprovada.E também acusará seus ex-executivos Paulo Mendonça e Marcelo Torres de comandarem um esquema de manipulação na bolsa com ações de empresas do grupo X.

Por enquanto, não é ainda um cardápio que adoce a boca dos procuradores.

 
O Globo

Lula usou a expressão “não sei” 82 vezes em depoimento a Moro

Durante o depoimento ao juiz Sérgio Moro, nessa quarta-feira (10), na sede da Justiça Federal em Curitiba, o ex-presidente Lula usou a expressão “não sei” 82 vezes. O petista não se recusou a responder às perguntas do magistrado, responsável pela Lava Jato em primeira instância, mas foi evasivo em muitas delas.

Lula também usou a expressão “não lembro” outras seis vezes, enquanto o nome de dona Marisa foi citado 36 vezes. A ex-primeira-dama morreu no dia 3 de fevereiro último. O levantamento foi feito pelo portal Uol.

Esse foi o primeiro depoimento prestado pelo ex-presidente a Moro e durou cerca de 5 horas. Teve início por volta das 14h e se estendeu até cerca de 19h. O petista foi questionado sobre a suspeita de ter recebido propina da empreiteira OAS por meio da reserva e reforma de um apartamento tríplex no Guarujá (SP).

Nível da Barragem Armando Ribeiro continua subindo

O nível da barragem Armando Ribeiro Gonçalves continua subindo. Seu volume foi levado em 1,1 milhão de metros cúbicos de segunda (08) para terça feira (09). O volume atual é de 457,9 milhões de metros cúbicos e seu nível já foi elevado em 2 metros e 40 centímetros. O reservatório está com apenas 19,08% de reserva hídrica. Para alcançar sua cota de sangria faltam 16,72 metros. A situação ainda é considerada como crítica.

Fachin envia para Sergio Moro investigação sobre campanhas de Lula e Dilma

O ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), enviou para o juiz federal Sergio Moro a investigação das campanhas presidenciais de Luiz Inácio Lula da Silva de 2006 e de Dilma Rousseff em 2010 e 2014. A Justiça Federal no Paraná receberá metade dos pedidos de investigação feitos pela Procuradoria-Geral da República (PGR); a outra parte será enviada a quatro estados e ao Superior Tribunal de Justiça (STJ). De acordo com o Estadão, alguns casos ficarão no próprio Supremo.

A Justiça Federal no Rio Grande do Norte, Sergipe, Mato Grosso do Sul e São Paulo receberão um caso cada uma. Fachin também enviou para Moro a investigação que envolve a campanha do atual deputado federal Patrus Ananias (PT-MG) à prefeitura de Belo Horizonte em 2012. Como a campanha do parlamentar menciona o governador mineiro, Fernando Pimentel (PT), Fachin autorizou que informações também sejam enviadas ao STJ.

Outros cinco políticos com prerrogativa de foro privilegiado estão envolvidos em possíveis crimes, segundo a PGR: os senadores Lindbergh Farias (PT-RJ), Gleisi Hoffmann (PT-PR) e Marta Suplicy (PMDB-SP) e os deputados Zeca do PT (SP) e Vander Loubet (PT-MS) - estes dois últimos podem ter novo pedido de inquérito feito pel Procuradoria. Ainda segundo o Estadão, os indícios de pagamento ilícitos referentes à campanha de Gleisi Hoffmann à prefeitura de Curitiba, em 2008, serão juntados ao inquérito específico em tramitação no Supremo. Já existe investigação semelhante em curso.

Rafael Motta continua agenda de visitas a obras e ações com recursos de suas emendas

O deputado federal Rafael Motta (PSB) continua hoje (12) a agenda “AquiaTemTrabalho”, visitando municípios que receberão emendas parlamentares destinadas por ele para o Rio Grande do Norte. Nesta sexta-feira, Rafael Motta visita a região Agreste. Serão seis cidades visitadas: Brejinho, Jundiá, Várzea, Canguaretama, Montanhas e Passa e Fica.

“Nesse trabalho visitamos as cidades para onde destinamos emendas parlamentares para ver a realidade e os problemas enfrentados. As emendas são destinadas para saúde, educação e pavimentação com objetivo de ajudar a mudar a vida de muitos potiguares no interior do Estado”, afirmou o parlamentar.

Na segunda-feira (8), o parlamentar deu origem a agenda “AquiTemTrabalho”, visitando os municípios de Ipanguaçu, Lajes e Afonso Bezerra.

Governador do RN destaca importância de união entre estados: 'Anseios são iguais'

O governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria (PDT), é um dos chefes do Executivo presentes no encontro de governadores do Nordeste, realizado nesta quinta-feira (11), em Salvador. A edição do evento, que costuma ser bimestral, deverá ter como pauta a liberação de operações de crédito, déficit na previdência e segurança pública.

"Os nove governadores pedindo de uma só vez ao presidente da República tem muito mais força do que individualmente. (...) O importante é esse sentimento de união nordestino, somos iguais, nossa cultura é igual, os anseios da população são iguais. Temos esse ponto de convergência", declarou.

Na avaliação do governador, a situação mais crítica para alguns estados, inclusive o Rio Grande do Norte, é a previdência. O déficit potiguar é de R$ 150 milhões mensais. "Isso representa valor muito alto para um estado com o Rio Grande do Norte, estado pequeno. Esse é um tema, Brasil tem esse tema para ser discutido. O Rio Grande do Norte talvez seja um dos piores nessa questão da Previdência", acrescentou.

Governador da PB critica tratamento do governo Temer: 'Não queremos um centavo'

Presente no 7º Encontro de Governadores do Nordeste, o chefe do Executivo da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), classificou o evento como fundamental para o Brasil, que ele acredita estar parado há dois anos. Uma das maiores reivindicações na pauta do evento é quanto a liberação de créditos a que os Estados têm direito – acordo firmado um ano atrás. "Isso não é uma crítica pessoal a quem quer que seja, mas é a expressão do direito que nós, os governadores, temos o dever de fazer, para poder retomar no mínimo nível de crescimento que passa pela expressão do poder público", ressalta Coutinho.

Em coletiva, o socialista lamentou o tratamento recebido pelo governo federal. Para ele, a União não tem atendido a necessidade de investimentos públicos dos Estados para tirar o país do quadro de recessão.

“Na federação brasileira, isso só é possível com o aval porque nós não queremos um centavo do governo federal, nós queremos o aval para os Estados contraírem financiamentos e, a partir disso, promoverem os investimentos para o desenvolvimento necessário", pontua.

Quanto à sugestão de Previdência complementar, principal tópico do evento, Coutinho afirma que é uma solução a longo prazo para a região. De acordo com o governador, o déficit do setor na Paraíba é de R$ 95 milhões.

Mineiro se pronuncia em plenário sobre depoimento de Lula a Moro

Em pronunciamento feito na manhã desta quinta-feira (11), na Assembleia Legislativa do RN, o deputado estadual Fernando Mineiro (PT) comentou o depoimento do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva ao juiz federal Sérgio Moro na tarde de ontem (10) em Curitiba. De acordo com o parlamentar, o episódio enfraquece a Justiça no Brasil.

“O Brasil e o mundo acompanharam e  tudo foi esclarecido para quem ainda tinha uma pontinha de dúvida se Lula estava sendo mesmo perseguido, já que não existem provas contra ele. Para quem tinha esse tipo de pergunta, hoje está claro. Como é que se faz uma coisa daquela e durante cinco horas não se mostra uma prova concreta para o que está sendo acusado o presidente Lula” questionou.

Ministério da Saúde anuncia fim da emergência em saúde pública por zika e microcefalia

O Ministério da Saúde anunciou nesta quinta-feira (11) o fim da emergência nacional em saúde pública por zika e microcefalia no Brasil. A decisão foi tomada devido à redução do número de casos da doença. Do início do ano até 15 de abril, foram registrados 7.911 casos de zika no país, o que representa uma redução de 95,4% em relação a 2016 - 170.535 casos no mesmo período.

Em 2017, foram confirmados 230 novos casos de microcefalia e 2.837 casos suspeitos continuam sob investigação. A situação de emergência foi declarada em novembro de 2015, especificamente para microcefalia. Na época, já havia a suspeita da relação entre a má-formação e o vírus Zika. De acordo com o Brasil "não preenche mais os requisitos exigidos para manter o estado de emergência". Ainda assim, integrantes do Ministério da Saúde não estão de acordo com o fim da emergência nacional, já que há o receio de redução da assistência a crianças com microcefalia.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) também havia declarado situação de emergência em saúde pública mundial devido ao problema em fevereiro de 2016, finalizada em novembro.

Câmara fará hoje audiência pública para tratar da implantação de energia solar em Caicó

A Câmara de Vereadores de Caicó realiza hoje logo mais às 19h uma importante audiência pública para tratar da viabilidade da implantação de energia solar nos prédios públicos e em residências do município. De autoria do vereador José Rangel, o projeto de energia solar é pioneiro na região do Seridó e só trará benefícios para a gestão que irá economizar e consequentemente gerar importantes ganhos ambientais.

Rangel explicou que um dos pontos debatidos sobre a energia solar é o custo da matéria-prima, mas a alternativa não pode ser vista como uma despesa e sim como investimento, já que estará preservando acima de tudo a água que é de suma importância para a região.

Em Natal, 143 mil pessoas ainda não tomaram a vacina contra a gripe

Iniciada em 17 de abril em Natal, a Campanha Nacional Contra Influenza imunizou 61 mil pessoas na capital potiguar, faltando cerca de 143 mil para atingir a meta da campanha de imunizar 204.516. Até o próximo dia 26, 74 salas de vacinação estão disponíveis para a população, com o 'Dia D' ocorrendo no sábado (13).

O Distrito Sanitário (DS) Oeste foi o que registrou a maior quantidade de aplicações, com 15.030, seguido pelo DS Sul, com 14.672, DS Norte II, com 12.875, DS Leste, com 11.687 e DS Norte I, com 7.096. A meta é alcançar a cobertura de 90% de cada grupo elegível.

Para atingir um número ainda maior da população, no próximo dia 13 de maio (sábado), acontecerá o 'Dia D' da campanha. Ao todo, serão 58 salas de vacina disponíveis, das 8h até as 17h, com 1.230 profissionais da saúde da cidade realizando o atendimento.